The Girl on the Train (Paula Hawkins)

14.1.16 Sincerely Ronnie 2 Comments


Mudei de blog, mas não parei com o Book Club - de jeito nenhum! Sexta-feira saiu o primeiro post do projeto esse ano e, na hora de colocar o banner no final, percebi que não fazia muito sentido. Afinal, todas as minhas postagens do Book Club ficaram no meu antigo blog... Daí resolvi que vou repostar tudo aqui, haha! Então, a partir de hoje, todo fim de semana vai ter um post antigo do projeto, só pr'eu não ficar desfalcada. Também é uma oportunidade pra quem perdeu as resenhas dar uma lida e conhecer o nosso clube do livro!

Vou começar pelo bestseller "A Garota no Trem", da Paula Hawkins! Fique tranquilo que não tem spoilers ;)

Sinopse: "Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos.

"A Garota no Trem" é um suspense/ thriller psicológico, mais ou menos como "Garota Exemplar". "Mais ou menos" porque eles só são parecidos mesmo no gênero, já que a história e os personagens não têm nada a ver, ao contrário do que muitos falaram. Na verdade, escolhemos esse livro porque queríamos ler um bestseller atual, e esse ficou incríveis 20 semanas como o mais vendido na lista do New York Times (!) e vendeu mais de três milhões de cópias só nos EUA. Motivo suficiente pra gente querer ler, né? 

A personagem principal é Rachel: uma mulher divorciada, desempregada e alcoólatra, que vive de favor no apartamento de sua amiga Cathy. Sem conseguir contar pra amiga que perdeu o emprego, Rachel continua fazendo suas viagens de trem todo dia, como se estivesse indo trabalhar. No caminho, ela observa as casas próximas dos trilhos do trem - duas em especial. Numa delas vivem "Jess e Jason" (um casal que Rachel julga ser muito feliz) e na outra, Tom (ex-marido de Rachel) e Anna (antiga amante e atual esposa de Tom). Quando "Jess" - que na verdade se chama Megan - desaparece, Rachel procura a polícia pra contar tudo o que sabe. Ou acha que sabe...



A narrativa é feita em primeira pessoa e em capítulos que vão alternando entre os pontos de vista de Rachel, Megan e Anna. A jogada da autora de escolher uma personagem principal que é uma unreliable narrator (acho que o termo em português é "narrador não confiável" mesmo) foi genial e contribuiu muito para o desenrolar da trama. Por Rachel ser alcoólatra e, por conta disso, ter muitos lapsos de memória, ela não se lembra ou não tem certeza do que aconteceu, o que acaba forçando o leitor a desconfiar dela e não saber bem em quem acreditar. 

Com isso, ao longo do livro a gente vai criando várias teorias sobre o que pode ter acontecido de fato, mas sempre tem uma nova informação que nos faz mudar de ideia completamente. E isso é muito legal, haha! Nessa ânsia de saber o que aconteceu, devorei o livro em dois dias. Uma vez que a história te prende, é realmente uma leitura muito rápida.

Não vou dar spoilers do enredo, claro, mas demorei muito até suspeitar da pessoa certa, hahah! A história me prendeu até o fim, onde tudo se encaixou direitinho e achei o desfecho bem surpreendente. Foi um cuidado da autora que eu gostei muito: o foco dos detalhes na trama e nem tanto em cenários ou personagens. Os personagens foram muito bem construídos sim, mas nem tão aprofundados - o que não atrapalhou nem um pouco, na verdade. 

Acho que a única coisa que não gostei foi ter que ficar voltando os capítulos pra ver as datas em que eles tinham acontecido. Isso mudava entre os capítulos/ personagens, então demorei um pouquinho pra acostumar. Problemão, né? 

No mais, é isso. Recomendo demais o livro - tô amando ler suspenses! :) 

Título: A Garota no Trem (The Girl on the Train)
Autora: Paula Hawkins 
Editora: Grupo Editorial Record 
Número de páginas: 377 

Ah! A boa notícia é que o livro já teve os direitos comprados pela Dreamworks e vai virar filme ainda em 2016, com estreia prevista para outubro. Emily Blunt interpretará a personagem principal, Rachel. A má notícia é que a autora resolveu não se envolver com o roteiro (o que significa: grandes chances de dar merda errado) e que o filme deve se passar em NY ao invés de Londres. Agora é esperar pra ver no que vai dar... 

Não deixe de conferir as resenhas das outras meninas! Amanda | Ceci | Isa | Victória | Wan

E você, já conhecia o livro? Vai tentar ler antes de sair o filme?






P.S.: Me acompanhe nas redes sociais! Facebook * Instagram * Twitter * Bloglovin'

2 comentários:

  1. Eu nem cheguei a fazer a resenha desse livro, acredita? Mas amei e foi com certeza uma das melhores leituras do ano passado. Me prendeu do início ao fim e se eu tivesse lido o livro físico, acho que também teria devorado bem rapidinho. Mal posso esperar pelas surpresas do book club nesse ano!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom, né? Também foi um dos melhores livros que li em 2015! Quero muito que saia o filme logo *-*
      Eu tambééém, espero ler muitos livros incríveis e ter boas surpresas como essa!
      Beijo

      Excluir

What do you have to say about this post? :)